Vinícius

Esteve com Ferran Adriá, Paco Roncero, Arzac, Juan Roca, Heston Blumenthal e passou pelas cozinhas de Alex Atala e Murakami.

Após a formação no Senac, as raízes espanholas, herança da mãe, artista plástica, inspiraram um mergulho maior. Depois do Café Bun, com a inauguração da Rojo Gourmet, em 2007, ele foi aprimorar as pesquisas e técnicas com grandes mestres europeus. Passou pelas cozinhas de Arzak, Paco Roncero e, em 2012, Andrea Tumbarello, o rei da trufa. Pesquisou peculiaridades em bate-papos com Juan Roca e Heston Blumenthal. E, no Brasil, esteve na equipe de Alex Atala e Murakami.
Please call pinit.js only once per page ]